Português do Brasil English

Notícias

16/11/2020
O Mercado Hoje: Dólar opera em queda em dia positivo no exterior
por G1

O dólar opera em queda nesta segunda-feira (16), em sessão arcada por otimismo no exterior após a divulgação de dados promissores da China e esperanças em torno de uma vacina contra a Covid-19, enquanto, no Brasil, os investidores avaliavam os resultados do primeiro turno das eleições municipais.

Às 10h32, a moeda tinha queda de 1,11%, vendida a R$ 5,4126. 

Na sexta-feira, o dólar terminou o dia em queda de 0,07%, cotada a R$ 5,4736. Com isso, acumulou alta de 1,51% na semana, e queda de 4,61% no mês até o momento. No ano, tem alta de 36,51%. 

Neste pregão, o Banco Central fará leilão de swap tradicional para rolagem de até 12,665 mil contratos com vencimento em abril e agosto de 2021. 

Cenário

Por aqui, o foco segue nos resultados do primeiro turno das eleições municipais, realizadas neste domingo, que levaram para a etapa final da disputa Bruno Covas e Guilherme Boulos, em São Paulo, e Eduardo Paes e Marcello Crivella, no Rio.

Ainda no cenário local, o Banco Central divulgou mais cedo o Boletim Focus, com as previsões dos analistas de mercado para a economia. A expectativa de inflação subiu pela 14ª semana seguida, para 3,25%. Já a estimativa para o desempenho do PIB teve leve melhora, para uma queda de 4,66%.

No exterior, o destaque é o anúncio da farmacêutica Moderna, que afirmou que sua vacina experimental é 94,5% eficaz na prevenção da Covid-19, com base em dados preliminares de um estudo clínico em estágio avançado.

Dados vindos da Ásia contribuíam também para o maior otimismo nos mercados: na China, a produção industrial aumentou mais rápido do que o esperado em outubro e as vendas no varejo aceleraram, conforme ganha força a recuperação da segunda maior economia do mundo da queda provocada pela Covid-19.

Os investidores também comemoraram o estabelecimento de um bloco comercial apoiado pela China que exclui os Estados Unidos. Quinze economias da Ásia-Pacífico formaram o maior bloco comercial livre do mundo no domingo.

Dados divulgados mais cedo também mostraram que o Japão saiu da recessão no terceiro trimestre, com crescimento de 5%, com bons resultados da demanda interna e das exportações.

Via G1

Contato